Cadastro de elementos genéricos

Escrito em 09/05/2016, por Engº Edvanio Pacheco Teixeira 53 comentários/ Categoria: Novos recursos Tags:

No processo de desenvolvimento de um projeto estrutural, pode surgir a necessidade de lançar algum elemento especial que não é contemplado automaticamente pelo programa. Visando facilitar a incorporação de elementos especiais no projeto, iniciou-se no release 1 do Eberick V11 Next o desenvolvimento do modelador de elementos genéricos. O modelador visa permitir o lançamento de vigas com formatos e materiais especiais, que são incluídas no processo análise, modelo 3D, cortes e formas geradas pelo Eberick.

O desenvolvimento do modelador de elementos genéricos foi dividido em 5 partes, com a previsão de conclusão e liberação para o release 3 do Eberick V11 Next.

  • Cadastro de elementos genéricos – Parte 1 (Release 1);
  • Lançamento de vigas genéricas – Parte 2 (Previsto para release 2);
  • Análise das vigas genéricas – Parte 3 (Previsto para release 2);
  • Representação na planta de forma, corte e pórtico 3D – Parte 4 (Previsto para release 3) e
  • Relatórios de esforços e propriedades geométricas – Parte 5 (Previsto para release 3).

Nesta primeira etapa de desenvolvimento, foi concluído o ambiente de cadastro dos elementos genéricos. Além do cadastro default que será fornecido pelo programa, o usuário poderá adicionar novos materiais e grupos de seções. No cadastro de materiais, pode-se adicionar novos tipos e cadastrar as suas classes de propriedades. No caso específico do concreto, que já existe no Eberick, o programa lista todas as classes já cadastradas em “Materiais e durabilidade” e  obtém automaticamente os parâmetros “Redução na torção” e “Não linearidade física”  conforme definidos em “Configurações – Análise”. Para os demais materiais, estas configurações ficam livres para a edição neste ambiente.

Figura 01 - cadastro de novos materiais

Figura 01 – Cadastro de novos materiais

Para cada material pode-se adicionar novas famílias, caracterizando o tipo de seção ou fabricante, por exemplo. Dentro das famílias pode-se separar grupos de seções com características semelhantes, conforme o caso. 

O cadastro conta com diversos tipos de seções e para as seções não contempladas pelo cadastro, o Eberick disponibiliza o tipo “seção genérica”, onde pode-se configurar manualmente os parâmetros de rigidez.

Figura 02 - Grupos de seções

Figura 02 – Grupos de seções

No cadastro das seções do tipo escolhido, o programa disponibiliza diversos campos de dimensões visando diversificar o formato das seções.  Ao definir as dimensões da seção, o programa desenha a seção real na área CAD da janela e calcula automaticamente as propriedades geométricas de rigidez que serão utilizadas no modelo de análise. No cálculo das propriedades geométricas, como o programa leva em consideração todas as dimensões informadas, inclusive os raios da peça, sendo possível obter os mesmos parâmetros de rigidez fornecidas pelas tabelas dos fabricantes.

Figura 03 - Propriedades do elementos genérico

Figura 03 – Propriedades da viga I genérica

 Obs.: Até a conclusão do recurso o cadastro não estará visível no programa. A previsão de liberação deste recurso é no release 3.

Conheça os recursos que estão em desenvolvimento e outros recursos do release 1 acessando nosso índice.


Comentários

53 Comentários para Cadastro de elementos genéricos

  1. RODRIGO disse:

    muito bom. Vamos aguardar a finalização do recurso

    ?
  2. GIMAS disse:

    Muito bom que a empresa está também pensando em utilizar perfis metálicos. Trabalhei alguns anos com estrutura metálica e vejo a dificuldade de ter um software Brasileiro que englobe tanto concreto, quanto metálico, juntos. Parabéns!

    ?
  3. GIRLEU disse:

    Estamos caminhando para processamento de estrutura mista (aço-concreto)?
    Bom

    ?
  4. JAIR disse:

    Esta precisando mesmo deste misto (concreto + aço), as vezes tem obra que há necessidade de perfis metálicos.

    ?
  5. SERGIO disse:

    Sem dúvida, surpreende. O recurso vem agregar grandes possibilidades aos projetos. Existem, entretanto, muitas melhorias que ficaram esquecidas. Gostaria de lembrar que o software é uma ferramenta que tem por finalidade precípua facilitar o dia a dia do projetista, para que este possa produzir mais e então alçar novos objetivos. O Eberick tem deixado lacunas que têm que ser preenchidas, pois sua falta representa retrocesso, ou inconsistência.

    ?
  6. TADEU disse:

    Esse recurso será extendido para pilares também?

    ?
    • Engª Karine Cunha - Dpto de Produtos AltoQi disse:

      Bom dia Tadeu,
      Sim, a ideia é de incorporá-lo também para os pilares ainda neste projeto.

      ?
      • RENATO disse:

        Como se dará o processamento integrado do pórtico espacial ? A rigidez dessas peçaas será levada em consideração no cálculo dos esforços ? Se sim, há previsão de incorporar o dimensionamento dessas peças, já que todas as informações dos esforços estarão disponíveis após o cálculo ?

        ?
        • Engª Karine Cunha - Dpto de Produtos AltoQi disse:

          Boa tarde Renato e Tadeu,
          A rigidez das peças será considerada na análise/processamento do pórtico espacial. Logo teremos um post específico sobre essa questão da análise com mais informações.
          Quanto ao dimensionamento, não está previsto para este projeto um recurso que englobe o dimensionamento dos elementos genéricos.

          ?
          • TADEU disse:

            Karine, me desculpe a sinceridade, mas mais uma vez a AltoQi fazendo as coisas pela metade.

            ?
          • Engª Karine Cunha - Dpto de Produtos AltoQi disse:

            Boa tarde Tadeu,
            O dimensionamento e detalhamento de elementos com outros materiais diferentes de concreto armado pode vir a ser feito, como já vem sendo feito com a alvenaria estrutural. Todavia, isso não seria um recurso Next, pois contemplaria diversas outras situações que caracterizariam um projeto maior.
            O modelador genérico vem trazer mais uma possibilidade de análise, já que permite considerar diversas outras opções de seções e materiais.
            De todo modo o feedback é sempre bem-vindo.

            ?
          • RENATO disse:

            É um importante passo (intermediário) na direção do dimensionamento, em particular dos perfis metálicos. Vamos aguarda, nesta versão, o desenho em planta de tais perfis … será possível a ediçÃo no QiBuilder ?

            ?
          • Engª Karine Cunha - Dpto de Produtos AltoQi disse:

            Bom dia Renato,
            Neste primeiro momento não teremos o cadastro desses elementos no QiBuilder, mas a AltoQi tem a intenção de contemplar também esta situação. Assim que possível repassaremos mais informações sobre essa questão.

            ?
          • IVAN disse:

            Karine,
            Mais uma vez, assim como o Tadeu já fez e agora também o Renato, venho salientar a NECESSIDADE de que o QiBuilder ande LADO A LADO com o Eberick, caso contrário fica sem sentido o investimento no QiBuilder. Desenvolve-se aqui (Eberick Next) e deixa-se pra um “depois” a incorporação no QiBuilder? Temo que ocorra como tantas outras coisas que ficaram pra “depois” e nunca mais foram comentadas ou tocadas. Espero que não ocorra.

            ?
  7. RENATO disse:

    Moderador … seria interessante considerar a importação dos dados a partir de um arquivo tipo texto, exportados ou não do MS Excel, já com as informações padronizadas em colunas. No caso dos dados dos perfis metálicos, poder-se-ia utilizar formato TXT já empregado pela empresa nacional líder do setor. Evitaria muita entrada de dados manual …

    ?
    • Engª Karine Cunha - Dpto de Produtos AltoQi disse:

      Boa tarde Renato,
      O cadastro já irá preenchido com diversas seções, contemplando as seções disponibilizadas pela grande maioria dos fabricantes. De todo modo, caso haja algum catálogo de determinado fabricante que você costuma trabalhar pode enviar para blogeberick@altoqi.com.br que poderemos anexar no cadastro.

      ?
      • ENPREL disse:

        Aproveitando o comentário do Renato, sugiro a possibilidade de importação dos carregamentos (cargas)do Excel para o Eberick. Quase sempre o projetista de estrutura metálica fornece os esforços a serem utilizados pelo calculista de concreto em formato Excel. Isso sim, seria uma enorme economia de tempo e aumentaria muito a segurança, pois evitaria erros na digitação das cargas.

        ?
  8. GIMAS disse:

    É um início muito bom, que promete muito. Dimensionamento e detalhamento são fundamentais na sequência também e unir concreto e aço, perfeito. Vigas mistas e pilares mistos é outra sequência.
    Agora, vamos falar do feijão com arroz e que faz falta para muitos profissionais que converso. Vou falar de dimensionamento de um galpão industrial qualquer, exemplo em anexo. Considerando que teremos pilar de concreto e cobertura metálica. Pelo que verifiquei, não consigo engastar um pilar de concreto in loco e deixar o topo livre para receber uma treliça metálica ou viga de perfil “I”. Pelo que me falaram, eu tenho que travar o pilar nos dois sentidos para se calcular este pilar. No sentido da lateral de um galpão estará travado pela viga que segurará a alvenaria. Agora no outro sentido (sentido do vão da viga), não conseguimos travar, pois é impossível colocar viga atravessando todo galpão. O Eberick poderia calcular pilar de concreto engastado na base e livre no topo sem travamento de vigas no nível do solo.

    ?
    • Engª Karine Cunha - Dpto de Produtos AltoQi disse:

      Bom dia Gimas,
      É possível fazer um pilar engastado-livre no Eberick. Qualquer dúvida entre em contato com o suporte que eles repassam mais informações de acordo com o seu projeto.

      ?
  9. TADEU disse:

    Karine, acho que não me fiz claro na minha última mensagem. Vamos pensar em termos de concreto armado. Se eu incluir no pórtico uma viga calha, com geometria em U, em concreto armado, o software irá dimensioná-la? Ou outro exemplo, um pilar com geometria elíptica (estou com essa situação no exato momento), o software irá dimensioná-lo?

    ?
    • Engª Karine Cunha - Dpto de Produtos AltoQi disse:

      Boa tarde Tadeu,
      Neste momento, os elementos inseridos como vigas genéricas não serão dimensionados ou detalhados. De todo modo, o dimensionamento e detalhamento de cada uma das seções pode vir a ser tratado da forma tradicional como fazemos com as vigas, entrando na priorização junto com os demais recursos. O modelador de elementos genéricos também pode abrir frente para outras soluções.

      ?
    • RENATO disse:

      Tadeu … não serão dimensionados nem detalhados, mas serão considerados na análise do pórtico espacial. É um avanço …

      E, pegando carona na pergunta do colega Tadeu, gostaria de saber se há lgo programado para a edição pré-moldada do eberick. Por exmeplo.. paginação e modulação no lançamento de lajes alveolares ???

      ?
  10. CIRILO disse:

    Muito bom esse recurso mesmo, uso muito estruturas mistas nos meus projetos e isso irá facilitar bastante o meu trabalho. Existem peças nos pré-moldado que temos que calcular na mão ainda, como tesouras, terças, vigas calhas, será possível simular com esse novo recurso?

    ?
  11. TADEU disse:

    Bom dia Karine, quais recursos e melhorias estão previstos para o release 2?

    ?
    • Engª Karine Cunha - Dpto de Produtos AltoQi disse:

      Bom dia Tadeu,
      No release 2 os principais recursos são a continuação do modelador de elementos genéricos, a geração do diagnóstico da estrutura e a primeira parte da otimização nas seções das vigas. Logo vamos iniciar a publicação dos posts com mais informações e demais recursos.

      ?
      • RENATO disse:

        Moderador … de onde surgiu a necessidade desse recurso de otimização das seções das vigas ? Há tantas outras “otimizações” a serem feitas … tantos outros recursos solicitados … porque esse ? De onde surgiu ? Altura/Largura de seção de viga, geralmente, tem fator limitante da arquitetura, especialmente vigas dos perímetros e sobre outras aberturas, onde se encontram as janelas, portas, elevador, … quero dizer… essas vigas não há como… “otimizar”; essas, creio que são uns 2/3 do projeto que já não seria contemplado. Um recurso “desse tamanho” para … 1/3 restante ??? Por exmeplo, me otimiza as lajes alveolares do pré-moldado, paginação e modulaçAo… Isso é uma “otimização” !! Estranho essa prioridade desse recurso… surgiu do nada…

        ?
        • TADEU disse:

          Renato, concordo com você. Otimização de seção de viga é no mínimo estranho. Parece coisa de piloto automático.

          ?
          • Engª Karine Cunha - Dpto de Produtos AltoQi disse:

            Boa tarde Renato e Tadeu,
            Este recurso de otimização das vigas faz parte de uma linha de recursos da AltoQi. Logo será publicado um post com as informações do recurso.

            ?
          • RENATO disse:

            moderador … que tal trabalhar também na otimização da montagem do portico espacial no caso do lançamento de paredes de reservatórios ?

            Quando algumas paredes chegam no mesmo pilar, o programa tenta encontrar um ponto de apoio da parede dentro da seção do pilar, e se não encontra (diferença > 5 cm), dá pau. Porque não configurar isso ? Porque não resolver esse problema de uma vez, ensinando o programa a encontrar o ponto de apoio ?

            Veja/leia – caso 1: http://help.altoqi.com.br/Eberick/default.aspx?pageid=erro_l40

            ?
        • ROGER disse:

          A questão apontada pelo Renato sobre o apoio das paredes é muito inconveniente. Além de ocorrer aleatoriamente, atrapalha bastante e vai contra o workflow do programa.

          ?
  12. ROGER disse:

    Fantástico esse novo recurso. Creio que é o mais consistente dos últimos anos. Abrirá muitas novas possibilidades para o Eberick. Serão incorporadas as verificações da NBR 8800?

    ?
  13. ROGER disse:

    E sobre a questão da representação das vigas L e T em concreto armado, já está sendo incluída a visualização no pórtico 3D? Antigamente, o Eberick representava essas vigas, e de uma hora para outra, parou de fazer isso.

    ?
    • Engª Karine Cunha - Dpto de Produtos AltoQi disse:

      Bom dia Roger,
      Neste momento não está sendo tratada a representação da viga L no 3D.

      ?
      • TADEU disse:

        Bom dia Karine, com todo o respeito, mas a sua resposta corrobora minha tese de que a AltoQi faz as coisas pela metade. As vigas L e T foram incorporadas no software há muito tempo e até hoje o software não as detalha e nem as incorpora no pórtico 3D. Qual a dificuldade para finalizar isso?

        ?
        • Engª Karine Cunha - Dpto de Produtos AltoQi disse:

          Bom dia Tadeu,
          Conceitualmente a viga L deve ser usada com mesa colaborante, por isso não foi tratada a representação no 3D. A viga T já é exibida hoje.
          De todo modo, entendo a sua colocação e vou registrar a solicitação novamente.

          ?
      • ROGER disse:

        Grato pela resposta, Karine. Me causa grande descontentamento a postura da AltoQi de ficar incrementando novos perfis, e justamente aqueles que precisamos mais não são atualizados.

        ?
  14. BORIS disse:

    Muito bom os comentários e a interação entre os projetistas e a equipe de desenvolvimento AltoQi. Com certeza essas “discussões” são muito proveitosas para melhorar o software.
    Aproveitando o tema de Cadastro de Elementos Genéricos. Gostaria de saber se há uma previsão para o melhoramento do módulo de fundações profundas. Atualmente o Eberick pede as informações de carga, momento e força horizontal. Esse módulo é muito limitado. Temos que calcular separadamente o estaqueamento e recalques. A inserção dos parâmetros geotécnicos é fundamental. Os principais métodos de cálculo baseiam-se no SPT. Não é difícil melhorar esse recurso.

    ?
  15. TERCIO disse:

    Karine, está sendo previsto o detalhamento a ligação entre os elementos metálicos ou mistos?

    ?
  16. TERCIO disse:

    Resumindo….estão melhorando em desenhos e ferramentas para auxiliar projetistas que estão iniciando. Para mim, seriam viáveis melhorias que facilitassem meu trabalho e poupassem meu tempo. Até agora, nenhuma das melhorias previstas vai ter graaaaande utilidade, já que, creio eu, a maioria aqui só trabalha com cálculo estrutural, e não com orçamento. Eu estava acreditando que a inserção do elemento genérico viria acompanhado do dimensionamento/detalhamento, mas será pura representação. Fora que o investimento no QiBuilder com uma plataforma de trabalho totalmente diferente do Eberick e sem estar ligado ao mesmo, foi perder dinheiro.

    ?
  17. ALEXANDRE disse:

    Lajes em steeldeck seriam bem vindas. Além das vigas mistas.

    ?
  18. MARCUS VINICIUS COELHO disse:

    Quando estará liberada a release 3?

    ?

Você deve estar autenticado para enviar um comentário.

Dicas de acompanhamento do blog

Escrito em 19/04/2016

Para acompanhar as notícias e publicações no Blog preparamos uma série de opções de navegação no menu lateral que permitem filtrar os tópicos recentes, as publicações de cada categoria, as últimas notícias, entre outras.
Além disso, no rodapé do seu Eberick será apresentado o link de cada novo post publicado.
Você também pode receber de forma automática as novas publicações através das ferramentas de feeds do navegador de internet ou do seu e-mail.

Para receber as novidades por e-mail basta cadastrar os endereços abaixo:

×